segunda-feira, 5 de julho de 2010

Livro alerta para problemas ambientais da Grande Natal

 Alguns problemas ambientais na Região Metropolitana de Natal parecem crônicos. Alagamentos, contaminação de solo e águas por lixões e cemitérios irregulares são alguns dos exemplos listados pelo geógrafo ambientalista Elias Nunes em seu livro “O Meio Ambiente da Grande Natal”, lançado esta semana.

O mais grave, entretanto, pode ser a ausência de saneamento básico. De acordo com o especialista, somente 30% da capital potiguar é saneada e alguns municípios da região chegam a ter 0%. Parnamirim, que “tem avançado”, conta com apenas 15%.

“Estamos ainda muito aquém do desejado. Trata-se de um problema que não era mais pra existir. Estamos há dez anos no século 21 tratando de um assunto resolvido há 50 anos”.

No livro, Elias aborda também a proliferação do uso das fossas, ainda muito presente no Estado. Além disso, as enchentes periódicas nas áreas urbanas recebem destaque, com foco na drenagem de rios que compõem a região metropolitana, principalmente Potengi e Pitimbu. O rio Jundiaí também é citado como uns dos pontos que sofre com alagamentos durante as chuvas mais torrenciais.

Ver materia completa AQUI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...