Tribunal de Justiça de Pernambuco concede liberdade aos donos da Priples


O processo corre em segredo de Justiça, mas o Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) acaba de conceder um Habeas Corpus em favor dos donos da empresa Priples, acusada de operar uma pirâmide em rede nacional, a partir de Pernambuco. Com a decisão, Henrique Maciel Carmo Lima, 26 anos, vai poder responder ao inquérito em liberdade. Ele estava no Cotel e será liberado ainda hoje.

A esposa dele, Mirele Pacheco de Freitas, 22 anos, também foi beneficiada pela medida, mas somente poderá ser solta nesta sexta-feira, uma vez que o presídio em que se encontra recolhida já fechou. Mirele Pacheco está presa na Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, Zona Oeste da cidade.

O despacho foi concedido pelo desembargador do TJPE Paulo Victor Vasconcelos de Almeida, atendendo um pedido de liminar apresentado pela banca Fernando Lacerda Filho e Eduardo Trindade.

O casal foi preso em casa no sábado 03 de agosto, no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, a partir de um pedido de prisão preventiva apresentado pela Polícia Civil de Pernambuco. Henrique Maciel Carmo de Lima e Mirele Pacheco de Freitas foram presos sob suspeita de crime contra a economia popular e formação de esquema de pirâmide financeira.
 
Na casa do casal foram encotrados carros de luxo, sendo uma Range Rover e um Camaro, e cerca de 300 mil dólares em espécie. Seis mandados de busca e apreensão haviam sido expedidos contra o casal.
 
Fonte: Blog de Jamildo - JC online

Comentários