Filho de homem que roubou arma e matou PM é solto, em Goiás

Brunno, de camiseta azul listrada, foi preso após briga em Itacaiu, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

O filho do homem que roubou a arma de um policial militar e o matou em Itacaiu, distrito de Britânia, na região oeste de Goiás, foi solto por decisão da Justiça. O caseiro Brunno Vieira de Sousa, de 29 anos, deixou o presídio de Aruanã na noite de sábado (9).

O crime ocorreu um dia antes, na noite de sexta-feira (8), quando dois policiais tentavam prender Brunno por se recusar a baixar o volume do som do carro. Em meio às discussões, o pai do caseiro, Ismael Pereira de Sousa, 49 anos, roubou a arma do sargento da PM Uires Alves da Silva e disparou diversas vezes contra o policial. Ismael foi morto em seguida pelo outro militar que atendia à ocorrência, o soldado Hélio Bezerra de Souza, que se feriu, mas sobreviveu.

Brunno foi solto após alvará de soltura expedido pelo juiz plantonista Luís Henrique Lins Galvão de Lima. A assessoria do magistrado enviou ao G1, às 13h34, a decisão sobre a situação de Brunno.

No documento, o juiz conclui que, pelo boletim de ocorrência da PM, o caseiro não empunhou arma nem alvejou os policiais. Além disso, por enquanto, não há prova de que ele aderiu de alguma forma à conduta de Ismael, que atirou contra os policiais. O magistrado ainda lamentou a morte do policial e o ferimento do outro militar.

O G1 tenta localizar a defesa de Brunno.

Crime
O delegado conta que a confusão aconteceu na segunda vez que os militares foram acionados para ir ao local. “O filho do Ismael estava com o som do carro muito alto. Os policiais foram lá e pediram para ele abaixar. Ele diminuiu e quando os agentes foram embora, ele aumento de novo. Os policias retornaram para prendê-lo e começou a briga”, disse ao G1.



Comentários