Pastora relata como descobriu abusos ao filho

Pastora relata como descobriu abusos ao filho (Foto: reprodução/Instagram)

Após fazer revelações sobre o pastor Felipe Garcia Heiderich, Bianca Toledo conversou com o Extra e contou mais detalhes da sua vida ao lado do ex-marido.

Segundo a missionária, há dois anos uma babá contou que, durante a madrugada, Felipe entrava no quarto do enteado. Quando ela entrava no quarto, o menino estava sem fraldas no berço.

Ainda segundo a pastora, quando a babá fez a acusação, jamais imaginou que poderia se tratar de um abuso, mas ficou em alerta.

Seis meses após a união do casal, Felipe passou a se recusar a manter relações sexuais, o que gerou certa desconfiança.

Na época, o marido alegava que estava com "suspeita de tumor na hipófise".

Bianca, então, marcou uma consulta para o marido com uma especialista.

Entretanto, Felipe pediu para ir sozinho, mas não comprovou o diagnóstico da doença. Para piorar a situação, a religiosa descobriu que ele havia mentido e, segundo a médica, possuía dupla personalidade e era homossexual.

Depois de ouvir isso, a pastora lembrou dos alertas da babá e resolveu chamar o filho para uma conversa - e o relato da criança foi "horrível". 

Com as revelações do filho, Bianca passou a fingir que acreditava na doença de Felipe, e procurou um terapeuta para a criança, na expectativa de ter mais detalhes sobre os abusos.

Segundo Bianca, Felipe disse que não havia "curado" sua homossexualidade e ela respondeu que sabia dos abusos do filho, e que em cinco dias tomaria "as providências necessárias".

A pastora saiu de casa no mesmo dia e foi para um hotel com o filho. Logo após a mudança, Bianca acusou o marido de ter simulado um suicídio.

Devido toda a situação, Felipe foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento da Barra da Tijuca.

Após o atendimento, o ex-marido foi transferido para uma clínica psiquiátrica no mesmo dia, onde foi diagnosticado com "dupla personalidade e transtornos de personalidade".


(Com informações do Extra)

Comentários