Sergio Moro volta atrás e manda soltar Guido Mantega


Após fortes críticas por parte de advogados e nas redes sociais, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em Curitiba, voltou atrás nesta quinta-feira e mandou soltar o ex-ministro da Economia Guido Mantega. Ele havia sido detido temporariamente horas antes durante a 34ª etapa da operação no Hospital Israelita Albert Einstein. O ex-homem forte de Lula e Dilma acompanhava a mulher que sofre de câncer e iria se submeter a um procedimento cirúrgico. Mantega acusado de ser responsável por intermediar o repasse de propinas pagas por empresas pela obtenção de contratos com Petrobras e redirecionar estes recursos para a quitação de dívidas de campanha de candidatos do PT. O casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura seriam alguns dos beneficiados pelo esquema. O ex-ministro deixou a sede da Polícia Federal por volta das 14h.

Comentários