Guarani reage com goleada histórica no Brinco, pulveriza ABC e vai à final da Série C

 


Ninguém em nenhuma divisão do Campeonato Brasileiro tinha virado um 4 a 0 para 5 a 4. O desafio era tão grande que pouquíssimos acreditavam. Pouco mais de três mil pessoas, bem a menos que na partida contra o ASA, saíram de casa, vestiram-se de verde e foram vibrar com o time. Foram recompensados com uma postura aguerrida, combativa, desafiadora, vencedora. De campeão. O Guarani fez 2 a 0 no primeiro tempo, precisou de poucos minutos para aumentar para 4 a 0 depois do intervalo e ampliou para 5 e 6 em seguida. Fumagalli (três), Leandro Amaro, Alex Santana e Pipico foram os heróis da noite.

O ABC podia perder de um gol de diferença. De dois. Até de três. A confiança era tão grande que o time começou em marcha lenta a partida de Campinas. O erro foi fatal. Quando o time de Geninho acordou, estava 2 a 0 para o Guarani e Jones Carioca, o artilheiro do campeonato, já não estava mais em campo, expulso. O técnico ainda optou pela saída de Lúcio Flávio, o maior toque de qualidade da equipe, ainda no primeiro tempo. O Mais Querido passou a segunda etapa inteira acuado em seu campo de defesa, esperando por uma bola que acabasse com a. Ela aconteceu, mas do outro lado do campo.

Comentários