Falta de habilitação de 'cinquentinha' dará multa de até R$ 880,41 a partir desta terça-feira

http://img.estadao.com.br/jornal-do-carro/imagens/noticia/sky-670.jpg
 
Além do aumento dos valores das multas de trânsito, começa a valer a partir desta terça-feira, 1º de novembro,  a exigência de habilitação para guiar motos "cinquentinhas", como são conhecidos os ciclomotores, informa o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
 
Quem for pego conduzindo "cinquentinha" sem habilitação cometerá infração gravíssima com multa agravada, que é multiplicada por 3. 
 
Assim, como a penalidade para infração gravíssima subirá para R$ 293,47, a partir desta terça (01),  a cobrança por rodar sem habilitação chegará a R$ 880,41. O veículo também poderá ser apreendido.
 
Para guiar "cinquentinha" é preciso ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A, para motos, ou a ACC, um documento pouco conhecido do público.
 
Segundo o Detran- há 25 mil cinquentinhas emplacadas  no Estado e a partir de hoje serão intensificadas as operações para dar cumprimento as novas exigências estabelecidas pelo Denatran, válidas para todo Brasil.

Comentários