Temer abre caminho para jornada de trabalho de 12 horas diárias

 

A minirreforma trabalhista a ser apresentada por Michel Temer nesta quinta, feita através de medidas provisórias, abrirá caminho para a ampliação da jornada de trabalho para até 12 horas diárias, limitadas a 220 horas mensais; com isso, medida permite ir além das oito horas diárias e 44 horas semanais previstas pela legislação; para sindicalistas, mudança trará prejuízos para algumas categorias profissionais; medida deve autorizar ainda saques de até R$ 1.000 de contas inativas do FGTS, além de fixar em 120 dias o contrato temporário de trabalho, prorrogável uma vez, além do contrato parcial de trabalho, elevando de 25 para 30 horas semanais a jornada no sistema; "podem chamar de volta a Princesa Isabel", ironiza o jornalista Fernando Brito.

Comentários