Greve do Detran em Caicó chega ao oitavo dia. Servidores se sentem traídos pelo Governo


Chega ao oitavo dia em Caicó a greve dos servidores do DETRAN, a exemplo do que vem acontecendo em outras regiões do Estado. A pauta principal, de acordo com o que o Blog do Marcos Dantas pode apurar, é o descumprimento de um acordo firmado com a Direção do Detran, ainda no ano passado, que diz respeito a proposta de recomposição salarial.

Os servidores reclamam que estão há sete anos sem qualquer reajuste nos seus salários. A proposta inicial da categoria não foi aceita pelo Governo, que atraves do Detran fez uma contraproposta, aprovada em assembléia pelos servidores.

O Detran estava todo mobilizado para fazer greve ano passado, mas recuou diante do pedido de voto de confiança feito pela direção-geral do Detran, que prometeu enviar o projeto de recomposição salarial, para ser apreciado pela Assembléia Legislativa, até o final do ano passado, coisa que não aconteceu.

De acordo com servidores, o Detran vive um momento atípico e diferente do Estado, com cerca de 50 milhões de reais em saldo, e uma situação economia confortável. Muitos não entendem como 40% do que o Detran arrecada é para pagar terceirizados, e apenas 24% para o servidor efetivo. Em alguns casos, funcionários de terceirizadas chegam a ganhar muito mais do que um funcionário de carreira, motivo de mais revolta para a categoria. Um dos serviços mais prejudicados em Caicó com a greve tem sido o de vistoria. Os demais, com o quadro que foi mantido vem conseguindo ser desempenhados.

Comentários