Prefeita e vice de Ouro Branco têm mandatos cassados em primeira instância

http://lenilsonazevedo.com.br/wp-content/uploads/drafatima_draraujo-218x300.jpgO município de Ouro Branco poderá ser o primeiro a ter eleições suplementares este ano, após  decisão de cassação em primeira instância da Prefeita Maria de Fátima Araújo da Silva e do vice-prefeito Francisco Lucena de Araújo Filho, por abuso de poder.  A decisão cabe recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN).  

Além da cassação do mandato da prefeita e do vice-prefeito,  a Juíza Janaína Lobo Maia determinou a inelegibilidade por 8 anos de Maria de Fátima Araújo da Silva.

 A "Coligação Filhos da Terra" sustentou, nos autos, que no pleito eleitoral de 2016 a prefeita cometeu abusos de poder econômico e de publicidade institucional, além de contratações indevidas de servidores e outras condutas vedadas pela legislação eleitoral, como distribuição de pescado na Semana Santa. 

Comentários