Promotora recomendou que Batata não contrate ‘artistas’ e ‘bandas’ com dinheiro da prefeitura

batata de novo

O prefeito de Caicó, Batata Araújo, esteve reunido nesta quarta-feira (15) com a promotora de Justiça, Uliana Lemos de Paiva, na sede do Ministério Público Estadual. Acompanhado do procurador do Município, Pedro Rocha, o prefeito foi mostrar ao MP a importância que tem o carnaval para Caicó e a região do Seridó.

Uliana Lemos, que atua na 3ª Promotoria de Caicó, recomendou que o prefeito não realize despesas com eventos festivos, incluindo a contratação de artistas, bandas, serviços de “buffets” e montagens de estruturas para eventos, enquanto durar o estado de emergência em razão da seca, e, principalmente, durante o período carnavalesco que se aproxima. A recomendação 0003/2017, foi publicada no Diário Oficial do Estado, edição da terça-feira (14).

Na recomendação, a promotora considera o decreto assinado pelo governador Robinson Faria de situação de emergência por seca em 149 municípios do Rio Grande do Norte, dentre eles o município de Caicó, afetados por desastre natural climatológico por estiagem prolongada que provocou a redução sustentada das reservas hídricas existentes no estado.

Comentários