Ouro Branco escapa de receber presídios graças a lei municipal

Desde o dia 17 de junho de 2016 que entrou em vigor a Lei 874/2016 que proíbe a construção de  presídios, cadeias públicas ou similares no município de Ouro Branco-RN. Graças a lei municipal, Ouro Branco escapou da possibilidade de ser escolhido para receber as duas unidades prisionais de Segurança Máxima. 

A lei foi de grande importância para o município, apesar de algumas pessoas acharem, na época, quase impossível  a possibilidade de instalações de presídios em cidades do porte de Ouro Branco. 

Para surpresa de muitos o Governador Robinson Faria anunciou que a pacata cidade de Santana do Seridó receberá duas unidades prisionais de segurança máxima.

Existe estudos que comprovam o aumento da criminalidade em cidades que recebem à instalação de unidades prisionais. Isso se dá devido à convivência de detentos, considerados de alta periculosidade, vindos de outras regiões para os presídios de Segurança Máxima.

O texto desta importante lei foi proposto pelo parlamentar Genildo Medeiros (PDT), apresentado na Câmara de Vereadores, onde foi aprovado por unanimidade e logo em seguida sancionado pela prefeita Maria de Fátima Araújo da Silva.

 

 

Comentários