Ourobranquenses fazem protesto contra a Reforma da Previdência

A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sorrindo, barba 

Nesta sexta-feira, 17, servidores da educação de Ouro Branco aderiram aos protestos contra a Reforma da Previdência. A manifestação contou também com a participação de populares que não concordam com a PEC do fim do mundo.

A concentração aconteceu na Praça Arlinda Medeiros, os manifestantes em seguida desceram a Avenida Manoel Correia com destino a Praça Aluísio Alves, onde vários manifestantes discursaram sobre o mal que a reforma da previdência poderá provocar a todos os brasileiros, de todas as classes e profissões, caso a PEC 287 seja aprovada.

A proposta de reforma do governo foi feita sem discussão com a sociedade civil e pretende igualar a idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres em 65 anos, além de impor 49 anos de contribuição ininterruptas para o trabalhador conseguir se aposentar. Todos precisam participar destas manifestações, pois temos o dever de desmascarar o governo golpista de Temer e mostrar à sociedade que ela foi enganada”, disse um professor que participou da manifestação.

Comentários