Servidor que atirou contra promotores respondia a processo administrativo

 

Do Portal No Ar – O servidor suspeito de ter efetuado disparos contra dois membros do Ministério Público, identificado por Guilherme, no fim da manhã desta sexta-feira, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, fugiu após alvejar o procurador-geral de Justiça adjunto, Jovino Pereira, e o promotor Wendell Bethoven.

 Após a ação, Guilherme desceu em direção ao estacionamento. Seguranças da guarda patrimonial ainda tentaram evitar a saída do servidor, mas não conseguiram. No entanto, tiros contra os pneus do carro de Guilherme foram dados. A PM diligencia em busca do servidor, cuja motivação do atentado seria um processo administrativo que respondia.

Comentários