UE suspenderá empresas envolvidas no escândalo de carne no Brasil

Trabalhadores de frigorífico em São Paulo

A Comissão Europeia disse nesta segunda-feira que está monitorando as importações de carne do Brasil e que todas as empresas envolvidas em um escândalo de carne terão acesso negado ao mercado da União Europeia.

A Polícia Federal lançou na sexta-feira uma operação para desarticular uma organização criminosa envolvendo fiscais agropecuários e cerca de 40 empresas, incluindo as gigantes BRF e JBS.

A investigação apontou fraudes na fiscalização sanitária em diversos frigoríficos. Em alguns casos, houve pagamento de propina para liberação de mercadorias adulteradas e estragadas.

“A Comissão garantirá que quaisquer dos estabelecimentos implicados na fraude sejam suspensos de exportar para a UE”, disse um porta-voz da Comissão Europeia em coletiva de imprensa regular.

A Comissão acrescentou que o escândalo da carne não terá qualquer impacto nas negociações em curso entre a União Europeia e o Mercosul, no qual os dois lados esperam chegar a acordos sobre livre comércio.

Exame

Comentários