Cientista político diz que lideranças do RN terão dificuldade para reeleição em 2018

Antônio Spinelli, cientista político
Antonio Spinelli, cientista político

A lista do ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin, para abertura de inquérito contra políticos de alto escalão no país, continua assustando com a proporção que já tomou o caso, e como isso pode repercutir no cenário eleitoral de 2018. Segundo o cientista político Antônio Spinelli, ainda é cedo tomar qualquer conclusão sobre o próximo ano, porém um fato está quase que certo: principais lideranças do Rio Grande do Norte vão encontrar dificuldades para se reelegerem.

Os alvos apresentados foram baseados nas delações de executivos, já presos, da Odebrecht à Lava Jato. Dentre eles seis nomes potiguares constam: os senadores Garibaldi Filho (PMDB) e José Agripino (DEM), os deputados federais Felipe Maia (DEM) e Fábio Faria (PSD), o governador do RN Robinson Faria (PSD) e a atual prefeita do município de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP).

Comentários