Agentes penitenciários dão entrada em hospital com suspeita de envenenamento

 
Dois agentes penitenciários e um policial militar deram entrada no Hospital Dr Moura Ferreira em Acaraú, sob a suspeita de envenenamento. Conforme informações obtidas na Delegacia de Polícia de Acaraú, os servidores teriam sido envenenados na Cadeia Pública do município.

Conforme um policial civil, que optou por não se identificar, as investigações preliminares apontam que os agentes começaram a passar mal após refeição servida na cadeia. Até o momento, a principal suspeita é que um dos presos tenha colocado veneno na comida.

"Eles descansaram um pouco depois de comer e se sentiram mal. Aguardamos os exames médicos e a perícia", disse o policial. O titular da delegacia havia se dirigido para a cadeia no intuito de instaurar inquérito acerca do caso.

Em ligação ao hospital, a reportagem foi informada que os agentes permanecem em observação e recebem os primeiros atendimentos. Dentre as vítimas estaria incluso o diretor da cadeia.
De acordo com o major Sérgio Mesquita, comandante da 3ª CIA do 11º BPM, por volta de meio-dia, com a chegada da alimentação para os detentos, a comida foi distribuída e um suco teria sobrado. O diretor da cadeia, o agente e o policial acabaram tomando o suco. O policial militar e o agente, ainda segundo o major Sergio, tomaram pouco e sentiram apenas tonturas. Já o diretor da cadeia teria tomado mais quantidade e precisou ser internado.
Com Informações do DN
e Portal Vale do Acaraú

Comentários