Prejudicados pela Telexfree já podem solicitar ressarcimento à Justiça

Empresa foi condenada pela Justiça do Acre em 2015 e não cabe mais recurso

 http://s2.glbimg.com/s-ioJkCnK35dEJU_oV-O8u7IZrY=/1200x630/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/06/18/0eyk0i3l0yb2lj55zn2c02aj1561225.jpg

Para receber a devolução do dinheiro que investiram na empresa Ympactus Comercial S/A, conhecida popularmente como Telexfree, os divulgadores devem contratar um advogado para fazer uma petição online no site do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC). 

Conforme o TJ-AC, ao acessar a página de petições o advogado que representa o investidor deve preencher com o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e, em seguida, responder a outras etapas solicitadas. 

A Telexfree foi condenada a devolver o dinheiro dos divulgadores que investiram no esquema de pirâmine no último dia 6 de julho. A decisão da juíza de Direito Thais Khalil também proíbe a Telexfree de fazer novos contratos sob pena de multa de R$ 100 mil por cada um deles. 

A sentença é definitiva e não cabe mais recurso. Além disso, a Ympactus também deve pagar R$ 3 milhões que serão destinados ao fundo nacional de proteção do consumidor.



Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/nacional/noticia/2017/07/08/prejudicados-pela-telexfree-ja-podem-solicitar-ressarcimento-a-justica-294228.php

Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/nacional/noticia/2017/07/08/prejudicados-pela-telexfree-ja-podem-solicitar-ressarcimento-a-justica-294228.php

Comentários